Postagens recentes. Confiram!

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Reunião Pedagógica - Construção do currículo

"Discutir, analisar, redirecionar, construir o currículo da escola é de suma importância, pois a escola que não tem um currículo trilha caminhos individuais, que levam ao improviso e não a nenhum fator determinante, cada professor/educador acha que pode fazer o que melhor lhe convém, sem ter um parâmetro de trabalho, sendo assim, fica mais fácil aceitar aquilo que alguém determinou ser o melhor e até mesmo transformar seu planejamento em infinitas cópias de anos anteriores de lugares de realidades completamente diferentes. A escola que não tem definido seu currículo aceita facilmente a venda da sua proposta pedagógica, se ela não é capaz de fazer aquilo que é de sua responsabilidade alguém precisa fazer por ela.
Construir sua proposta curricular é a escola assumir-se politicamente e saber qual a direção do seu trabalho pedagógico, é interrogar as pessoas sobre as seleções dos conteúdos. É preocupar-se com os fazeres da educação, é compreender o mundo que a cerca e permitir que este mundo também seja percebido por outro. Discutir este currílo é quebrar a concepção de que currículo, é simplesmente uma lista de conteúdos de um monte de disciplinas discriminadas em uma grade curricular. Precisamos perceber que todas as atividades propostas para o aluno, tanto escolar quanto extra-escolar, precisam ser significativas para o saber do aluno, e, principalmente, apra sua apropriação do conhecimento. Sendo assim, torna-se ainda mais importante a sua participação nas tomadas de decisões."

Este trecho foi retirado do livro: "Por uma escola mais democrática." de João Freitas.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Semana de adaptação - Modelo de semanário



Olá pessoal.
Me desculpem o sumiço, estava aproveitando o finalzinho das férias. E, por falar nisso, Fevereiro já está aí e a maioria das escolas já retornaram e agora é só correria. Pensando nisso eu elaborei um modelo de semaário, para ajudar quem está começando ou precisa de alguma inspiração.
Sugiro este semanário para turmas de 0 a 2 anos, as atividades devem ser adaptadas à realidade de cada turma.
Depois volto para postar um modelo para as outras faixas etárias.
Beijos e bom retorno a todos.



Dia da semana
Segunda
Terça
Quarta
Quinta
Sexta
Objetivo
Promover adaptação e socialização.

Promover adaptação e socialização.
Promover adaptação e socialização.
Promover adaptação e socialização.
Promover adaptação e socialização.
Conteúdos
Socialização, rotina escolar, linguagem oral e afetividade.
Linguagem oral, socialização, afetividade e autoconfiança.
Rotina escolar, socialização, afetividade e convivência.
Rotina escolar, socialização e convivência.
Rotina escolar, socialização e convivência.
Procedimentos
Colocar músicas e propor brincadeiras com bolas, pedir para que joguem e estimulá-los.

Colocar música suave e fazer massagem e relaxamento, estimular o cuidado com o corpo.
Conversar sobre a convivência e contar uma história sobre o assunto (como se comportar na escola).
Conversar sobre o assunto, fazer uma colagem dos locais da escola, junto com as crianças.
Conversar e relembrar atividade anterior, levar as crianças para conhecer a escola e os funcionários.
Avaliação
Observar a interação e a forma como cada criança se comporta em grupo, anotar para futuras ações pedagógicas.
Observar a interação e a forma como cada criança lida com o toque e com o outro para futuras ações pedagógicas.
Observar os hábitos das crianças ao ouvirem e história e o comportamento na roda de conversa.
Observar o interesse e a participação das crianças durante a atividade.
Observar se as crianças ainda choram muito e a resistência que apresentam, fazer anotações para futuras ações pedagógicas.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Sugestão de história para primeira semana de aula

Olá pessoal, já pensando nas primeiras semanas de aula e no período de adaptação que não é nada fácil, sugiro que usem a música "A loja do mestre André" e contem em forma de história, vale fazer fantoches e um cenário, assim vai chamar atenção dos pequenos e distraí-los, mostrando que a escola pode ser prazerosa.
Sugiro este vídeo do Baú de histórias, que faz isso de forma mágica. É claro que nem sempre temos recursos e condições de reproduzir a história como eles, mas serve de inspiração, aí é só usar a criatividade e imaginação para adaptar e boa história!




quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Projeto : Quem sou eu?

Objetivos:
  • Desvendar a própria identidade e conhecer a dos colegas.

Procedimentos:

Conversar sobre:
  • A família
  • O registro de nascimento
  • Quantas pessoas tem na família
  • Árvore genalógica
  • Profissões dos pais
  • Origem
  • Sua rotina
  • Horários
  • Alimentação (o que come/ o que mais gosta)
  • Brinquedos e brincadeiras prediletas
  • Músicas que ouve e dança
Etapas previstas
  • Conversar sobre a família
  • Apresentação do registro de nascimento: data de aniversário e quantos anos tem (colagem com barbante na altura, bolinhas no número e nome)
  • Colagem com palito na quantidade de pessoas que moram na casa
  • Recorte e colagem da profissão dos pais ou desenho
  • Desenho da casa onde mora
  • Localização no mapa da origem de cada um: onde nasceu, a quanto tempo mora na cidade...
  • Rotina com relógio e desenhos
  • Comparar com rotina da escola
  • Desenhos de alimentação predileta, brincadeiras e brinquedos
  • Músicas para cantar e dançar
  • terão possíveis pesquisas feitas com familiares
  • Serão feitas listas e tabelas com conteúdos que forem possíveis:
Listas:
  • Nome dos familiares
  • Profissões
  • Alimentos mais votados
  • Brincadeiras e brinquedos
Tabelas:
  • Quantidade de pessoas da família
  • Profissões iguais e diferentes

Conteúdo:
  • Família e convivência
  • Rotina
  • Preferência
  • Números significativos
  • Identidade
Materiais:
  • Registro de nascimento
  • Fotos
  • Revistas e jornais
  • Papéis diversos
  • Lápis de cor e giz
  • Cola e tesoura
  • Barbante ou lã
  • Palitos
  • Mapas
  • Sons e CDs
  • Fita adesiva transparente larga
  • Refil de cola quente
  • Piloto azul / preto/ vermelho / verde
  • Fita dupla face.

Finalização:
Confecção de um livro para presentear as mães.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Adaptação escolar: "Sentir medo em situações novas..."

O ser humano, todos sabem, é um animal muito frágil. Diferentemente de outros mamíferos, que já nascem em pé e rapidamente aprendem a buscar alimento e se defender, os bebês dependem dos adultos por um longo tempo. Assim desde o início da vida, eles experimentam a sensação de medo. Acredita-se os primeiros temores se manifestam por volta dos 3 ou 4 meses de idade. "Nessa fase, o bebê adquire a capacidade de distinguir o familiar do estranho e aprende a diferenciar a mãe (ou responsável) de tudo que o rodeia." "Ao perceber a existência de um desconhecido, ele teme perder o amparo materno", diz a psicóloga Vera Zimmermann.
Esse sentimento é parte da nossa vida e "é importante para a própria proteção, pois inibe a exposição excessiva aos riscos", diz a professora universitária Marcia Barbosa.
A psicopedagoga Eliane Pisani Leite, diz: "Até os 3 anos, é o receio de ser abandonado que mais apavora os pequenos. O escuro, a queda, o barulho e a luz forte estão desde sempre, relacionados à separação da mãe. A partir dos 2 anos, o repertório aumenta em razão da descoberta do mundo simbólico. É por isso, que muitas ciranças querem distância de pessoas fantasiadas, como palhaços e Papai Noel."
Por isso, ingressar numa escola de Educação Infantil é uma situação nova que pode provocar medo. Afinal, não haverá ninguém da família por perto.
Daí a importância da adaptação. Nos primeiros dias, o bebê ou criança pequena podem ficar pouco tempo na creche para minimizar esse impacto.
Uma recepção calorosa e afetiva dos educadores é fundamental para que os pequenos se sintam confiantes e protegidos. "Melhor ainda se eles puderem ser recebidos sempre pela mesma pessoa."

Preparo adequado:

Todo adulto que vive com crianças precisa saber lidar com o medo infantil. "Se esse sentimento não for adequadamente trabalhado, pode provocar timidez excessiva, ansiedade e até fobias", alerta o psicanalista e psiquiatra Conceil Correa. Além disso, os temores prejudicam o aprendizado, já que o assustado só quer ficar no colo e para de brincar com os colegas.
Como identificar o medo? Quando o pequeno ainda não aprendeu a falar, a solução é observar reações como choro, expressão de susto, coração acelerado, respiração instensa, inquitação, músculos contraídos e retraimento. Ao passar a conversar, rapidamente surgem frases como "estou com medo", "não gosto", "escutei um barulho" e "está atrás da porta" para expressar angústia.
Além de tranquilizar e acolher, você pode (sem forçar) estimular os que têm medo a falar, desenhar ou expressar o que os aflige. Assim, eles podem compreender o que estão sentindo e aprender a lidar com isso. Outra ação eficiente é dizeer que você também sente medo. " A criança entende que a sensação é comum a todos", ensina Marcia. Ler livros infantis também ajuda muito. "As histórias confortam, pois mostram que apesar dos temores das dificuldades dos personagens, elees conseguem ir em frente", diz Jefferson Mainairdes, da Universidade Estadual de Ponta Grossa.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Fazendo um balanço antes de reiniciar as atividades.

Fevereiro já está chegando e é hora de planejar e se preparar para receber nossos alunos.
Antes de sair na correria, preparando calendário, cartaz de aniversáriantes, chamada, projetos e etc. vale a pena fazer um balanço das ações que realizamos em 2011. Caso ainda não tenha feito, separei algumas dicas que podem ajudar, afinal avaliar e refletir sobre o nosso trabalho é o que nos ajuda a ter um desempenho e resultados cada vez melhor.

SALA DE AULA:
Um trabalho de qualidade necessita de planejamento, avaliações, respeito às diferenças entre os alunos e foco no aprendizado. Faça uma auto avaliação e veja se durante o ano você;
  • Planejou e introduziu modificações para atender a demanda da turma;
  • Identificou os alunos com dificuldades e organizou atividades para eles avançarem;
  • Analisou questões das avaliações externas para localizar pontos de anteção no ensino;
  • Promoveu avaliações periódicas que direcionaram a recuperação;
  • Organizou o ambiente da sala mesclando trabalhos em grupo e individuais;
  • Permitiu que a turma participasse de decisões na gestão da aula;
  • Equilibrou o tempo do ensino de cada conteúdo e cumpriu boa parte do currículo.
RELAÇÃO COM OS PAIS:
A boa relação com a comunidade é fundamental para o trabalho docente fluir, o diálogo com os familiares e com a comunidade ajuda a mostrar como cada um pode contribuir para melhorar a escola.

  • Promoveu diversos encontros com os pais dos estudantes para que eles soubessem os objetivos da escola e como colaborar;
  • Soube ouvir as opiniões dos pais e considerá-las em seu planejamento;
  • Levou em conta a realidade do entrono nas propostas de ensino;
  • Aproveitou a reunião de pais para compartilhar os avanços das crianças não só para criticar seu comportamento.
FORMAÇÃO:

  • Estipulou metas para melhorar sua formação a curto, médio e longo prazos;
  • Leu ou releu obras importantes para sua área de atuação;
  • Buscou informaçãoes sobre as novas pesquisas em didática;
  • Frequentou os cursos oferecidos por sua rede de ensino;
  • Assistiu a seminários, palestras e congressos;
  • Usou as ferramentas de ensino a distância apra se aperfeiçoar;
  • Utilizou, na prática, os conhecimentos adquiridos em cursos teóricos;
  • Compartilhou sugestões com os colegas sobre como melhorar o desempenho.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Brinquedos para atividades criativas

  • Mosaícos;
  • Carimbos para impressão, letras e máquinas de imprensa;
  • Adesivos de papel ou plástico, coloridos ou ilustrados para formar cenas ou figuras;
  • Peças com imãs para formar cenários;
  • Tapeçaria em tear, tapeçaria bordada com agulha, trabalhos de costura, bordados e tecelagem;
  • Trabalhos de furar, enfiar, amarrar, traçar e recortar;
  • Gravuras e metal trabalhados em alto e baixo relevo;
  • Trabalho em barro e cerâmica;
  • Maquetes, modelos técnicos - aviões de madeiras e carros com peças para montar;
  • Dobraduras (origami);
  • Caixas de pintura sobre tecido ou a dedo, cenas para colorir com lápis, aquarela e serigrafia;
  • Brinquedos com tela para desenhar e apagar, reproduzir (pantógrafo) e imitar;
  • Modelagem manual ou com moldes - massa de modelar, peças em gesso para moldar;
  • Brinquedos musicais: pianos, violões, tambores ou pandeiros.
  • Música eletrônica: teclados eletrônicos, guitarras e baterias eletrônicas.
  • Marionetes, fantoches e teatrinhos.


quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Leitura: Como se comportar na escola

Este livro fala sobre a rotina diária de uma escola, com dicas valiosas para uma boa convivência em sala de aula e no pátio.
É interessante para uma roda de leitura logo no início do ano, assim poderá estimular a boa convivência e fazer combinados com a turma.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Atividade: Eu - Boneco

Material necessário:
  • Folha de papel cartão
  • Lápis de cor ou outros instrumentos para colorir
  • Barbante
  • Furador

Objetivo:
Desenvolver aspectos de afetividade;
Recepcionar os alunos por meio de conversas informais sobre fazer amigos;
Conhecer o grupo.

Procedimento:

A professora vai dar a cada aluno o molde dos bonecos já prontos, cada criança vai colocar o seu nome no boneco e vai pintá-lo da forma que quiser.
Depois, em roda, cada criança irá falar o que o boneco (que no caso representa ele mesmo) gosta ou não de fazer, de brincar e etc. O educador deve intervir na condução da conversa, para conhecer melhor a turma.
Após esssa apresentação, os alunos amarrarão um barbante em cada um dos furinhos que o educador fizer no alto da cabeça do boneco, e este servirá como crachá de identificação durante o período de adaptação.


Modelo de atividade para período de adaptação.


terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Brinquedos para atividade física

Aqui está uma lista de brinquedos utilizados para ajudar na hora da atividade física, afim de facilitar o trabalho docente.
  • Veículos com pedais, tricíclos, patinetes, tico tico...
  • Veículos elétricos para criança dirigir, movidos a pilha ou bateria
  • Bicicletas
  • Patins e esqueites - brinquedos para o equilíbrio corporal e respectivos acessórios de segurança
  • Pipas e objetos voadores como bumerangues e aviõezinhos simples
  • Boliche, bocha e jogos de argolas
  • Bolas, petecas e balões de ar
  • Cordas de pular, obstáculos e percursos tipo amarelinha
  • Pingue-Pongue, raquetes de praia, iô-iôs e piões
  • Pernas de pau e bambolês
  • Golfe em miniatura, criquete, bilhar e futebol de mesa
  • Equipamentos esportivos como redes para bola ao cesto
  • Equipamentos para playground interno ou externo - tobogãs, balanços, escorregadores...
  • Barcos, boias, pranchas e flutuadores

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Leitura: Camila volta às aulas





Este livro pode ajudar as crianças durante o período de adaptação. Tudo que é desconhecido sempre nos assusta, este livro mostra como foi o primeiro dia de aula de uma garotinha que recebe a ajuda de sua prima. É uma boa opção de leitura para o início das aulas.

domingo, 15 de janeiro de 2012

Brinquedos para o desenvolvimento afetivo

  • Pelúcisas com mais de 50 cm
  • Bonecos e personagens imagináveis zoomorfos           
  • Bonecas para vestir
  • Acessórios para bonecas - roupas, bijuterias, maquiagem
  • Carrinhos, berços e móveis para bonecas
  • Louças e panelinhas
  • Fogões e apraelhos domésticos no tamanho da criança
  • Aparelhos audiovisuais de imitação, telefones, aprarelho imitando rádios, televisão
  • Miniaturas de figuras simples - anivais, presonagens de plastico de tamanho reduzido
  • Personagens articulados e acess´rios - heróis e personagens de plástico de tamanho reduzido
  • Veículos e objetos de simulação imitando atividades de direção de carros, barcos e naves
  • Cartelas com objetos de imitação de personagens lendários: espadas, capacetes, máscaras
  • Cartelas com objetos de imitação de atividades domésticas e de profissões
  • Acessórios de bleza para criança
  • Brinquedos de profissões - barraca de feira, loja ou posto de correio no tamanho da criança
  • Cabanas, tendas, fortes e ranchos
  • Cidades, fazendas , zoológicos, bloquinhos imitando móveis
  • Edifícios públicos - brinquedos representando sala de aula, estação de trem, banco
  • Estacionamentos, postos de gasolina com bombas, postos com carrinhos
  • Tapetes de jogos com circuitos, imitações de cidades, ruas e personagens
  • Casa de bonecas com compartimentos, móveis
  • Bonecas articuladas com cabelo e atividades, móveis, objetos pessoais e equipamentos esportivos
  • Bonecas leves plásticas ou de tecido com olhos frios, cabelos no próprio plástico ou de lã.
Fonte: Revista projetos escolares

sábado, 14 de janeiro de 2012

Retorno das aulas - Reunião de pais.

A reunião de pais sempre foi um tema polêmico nas escolas, principalmente no início do ano. Temos que acolher a família para garantir o desenvolvimento pleno do aluno e o sucesso do nosso trabalho.
No último post que enviei sobre o assunto falei de planejamento, acolhimento, organização do espaço físico entre outras questões, quem quiser conferir clique aqui.
A reunião de pais deve ser vista como um evento e como tal precisa contar com o envolvimento de todos, direção, coordenação e professores, cada um terá sua responsabilidade:

Diretor - deve aprovar o calendário, coordenar a reunião de planejamento, verificar se há verba disponível para as despesas e estar presente no dia da reunião, isso dará segurança e tranquilidade aos pais.

Coordenador pedagógico - deve verificar se o planejamento pedagógico ´foi cumprido, se o material do aluno está de acordo com o planejamento, se os estudantes com dificuldades estão sendo acompanhados, se houve empenho por parte dos alunos e se toda a estrutura de cartazes, painéis e produções dos alunos estão prontos para serem expostos.

Orientador - a este cabe a tarefa de ler as avaliaçãoes, conhecer os alunos que apresentam problemas de comportamento ou emocionais e ter em mãos as notificações feitas no conselho de classe.

Tanto o Coordenador como o Orientador devem estar presentes no do dia da reunião e a disposição dos pais para eventuais consultas e esclarecimentos.

Professor - deve acolher os pais e ser como um anfitrião do evento. A lista de presença deve estar logo na entrada, esta lista é importante para que o professor saiba quem esteve presente e ausente.
Com esses dados o professor poderá remarcar a reunião ou mandar um simples relato, esclarecendo ao pai sobre a importância do evento e o que ele perdeu. Assim na próxima reunião ele saberá que sua ausência será percebida e também a importância de participar da vida escolar do filho.
A avaliação do evento pode ser feita da seguinte maneira: Mande durante a semana um questionário de avaliação sobre o evento. Com esta avaliação as chances de acertos nos próximos eventos serão grandes, pois conhecendo nossas falhas é possível trabalhar nelas para que não aconteçam novamente.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Curso de Braille

Para quem tem interesse a fundação Dorina está oferecendo o curso "Braille para educadores - apoio essenial em sala de aula."
O curso tem o objetivo de oferecer noções básicas do Sistema Braille e técnicas para acompanhar e apoiar o aluno com deficiência.
O curso será ministrado no período de 16 a 20 de janeiro
Local: Fundação Dorina em São Paulo
Valor:: R$350,00
Informações: http://www.fundacaodorina.org.br/

domingo, 8 de janeiro de 2012

Sala São Paulo

Para quem quer aproveitar as férias e desfrutar de boa música não deixe de visitar a Sala São Paulo, localizada na Praça Julio Prestes, região central de São Paulo. Oferece concertos de alta qualidade.
Para quem gosta de apreciar boa música é uma boa pedida.

Mais informações: http://www.salasaopaulo.art.br./

sábado, 7 de janeiro de 2012

Lendas e mitos brasileiros

Para quem gosta de ler e também aprecia a nossa diversidade cultural vai a dica de um bom livro:
"Lendas e mitos brasileiros" de Waldemar de Andrade, além de ser uma agradável leitura é um excelente instrumento para ser usado em sala de aula. O livro é fruto de oito anos de convivência do autor com tribos indígenas do Xingu.














quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Museus em São Paulo

Como comentei no último post vim dar algumas dicas de passeios.
Para quem mora em São Paulo ou está visitando a cidade, não pode deixar de visitar alguns de nossos museus, que são maravilhosos, eu fiz uma seleção dos meus preferidos:






MASP



O Masp, está localizado na avenida Paulista, próximo a estação trianon do metrô, tem um arcevo permanente e diversas exposições. Funciona de terça a domingo das 11 as 18 horas e nas quintas das 11 as 20 horas.
Informações clique aqui.






Museu da língua portuguesa


Este museu é surpreendente, usa a tecnologia combinada com a arte em suas instalações modernas.
O museu é completamente interativo e agradável, na minha opinião é um dos melhores musesus de São Paulo, quem tiver oportunidade precisa conhecer. Fica na estação da Luz, na praça da Luz s/ nº.

Informações http://www.museudalinguaportuguesa.org.br/



Museu Afro Brasil


Este museu fica localizado no Parque do Ibirapuera, você pode conhecer o museu e passear no parque.
O museu conta com um arcevo de mais de 5 mil obras e tem na sua programação atividades educativas e exposições super interessantes como "Brincar com arte - o brinquedo popular no nordeste"
Informações acesse o site: http://www.museuafrobrasil.org.br/


quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Férias!!! tempo de renovar as baterias.

Olá pessoal.
É só iniciar o ano e nossas ideias já começam a borbulhar, já vamos logo pensando em como será a decoração da sala de aula, alfabeto, rotina, planejamento, diagnóstico da turma, novos projetos... Não acaba mais. Porém, antes de sermos educadores somos seres humanos e todos precisam de um descanso, não somos máquinas! Eu considero essencial  usar este período de férias para descansar um pouco a mente, afinal o cansaço  é muito mais mental que físico.
Pensando dessa forma resolvi que neste mês de janeiro vou postar dicas de passeios, livros, cursos, filmes e etc. Para que possamos aproveitar este momento e relaxar um pouco com a família, nos dá uns instantes de lazer e renovar as energias para a volta as aulas.
Espero que gostem, boas férias a todos.